autor: jesus.escosura
Compartilhar:

No momento em que la maioria dos setores está transformando seus modelos de negócios -digitalizando e permitindo que eles estejam mais próximos do cliente- 50% de empresas nos Estados Unidos e no Reino Unido afirmam ter lançado ações de transformação digital, mas Apenas entre 10% e 33% considere ter alcançado uma transformação real.

Teclas 4 para enfrentar a transformação de grandes redes

Seja para seus escritórios 1.500, seus funcionários 2.000 atendendo ao cliente, dispersão geográfica ou clientes B2B que impõem suas próprias regras, nos deparamos com esse problema, especialmente na transformação de grandes redes de vendas e serviços que atendem o cliente em pessoa, ou seja, aqueles que decidem, hoje, 91% de vendas.

E é nesse contexto que, em paralelo, as novas empresas nativas digitais como a Amazon ou o Google - ágeis e capazes de se adaptar rapidamente a novos modelos e tecnologias ou até criá-los por conta própria - estão se expandindo para outros novos setores como saúde o transporte.

Assim, Podemos nos dar ao luxo de atrasar a transformação? Nunca foi simples e hoje é mais urgente do que nunca. Mas como garantir o futuro da minha empresa? Como continuar sendo os líderes em nosso setor? Como parar de competir no preço? Como me diferenciar e que toda minha rede se move na mesma direção? Conhecemos o futuro, sabemos para onde ir, mas como mobilizar a transformação?

Pára responder a todas estas questões e abordar o transformação de grandes redes temos que levar em conta quatro chaves para o sucesso:

1 O cliente é a origem da transformação

A primeira coisa é pegar luma unidade de negócios quer se transformar em vez de fazê-lo por imposição de "aqueles acima". Para isso, a melhor maneira de conseguir isso é faça do cliente.

  • Por quê? Estamos verificando há algum tempo que A experiência do cliente é uma das alavancas mais poderosas para motivar a mudança. Afinal, no atendimento ao cliente, o consumidor é - e deveria ser - o centro.
  • Como? Cada unidade de negócio medir a experiência de seus clientes e nós Devemos dar-lhes as ferramentas, como fazê-lo e o resultado. Assim, eles obtêm uma foto personalizada na qual eles recebem “como os clientes me veem e o que eles precisam de mim”, isto é, “onde eles precisam da minha transformação”.
2 Quem implanta é a unidade de negócios

Cada unidade deve ser capacitada e descobrir qual caminho você deve seguir Para conseguir a transformação.

  • Por quê? As pessoas que compõem cada unidade de negócios são aquelas que visualizam a necessidade e se tornam mudar o motor. E se não surgir de dentro, não haverá transformação real a longo prazo.
  • Como? O líder deve fazer isso com ferramentas online e offline Trair sua equipe e assim dar visibilidade na organização de seus sucessos com o cliente.
3 Um plano personalizado e remo tudo no mesmo endereço

A partir de sua foto individualizada, cada unidade de negócio deve ter um plano de ação específico - dentro de um quadro comum - em que o objetivo principal é Ofereça uma experiência consistente ao cliente.

  • Por quê? Para seguir um estrada estreitamente ligada aos negócios, que parte da necessidade do cliente, e permite que visualizem o que serão para ele e como afetarão sua vida.
  • Como? Com o microcontent e desafios contínuos que não envolvem atividades extras, mas Transforme seu dia a dia.
4 Meça, melhore e dimensione

É importante começar com um produto mínimo viável, dê-nos resultados enquanto aplicamos e pode ser dimensionado para toda a rede, sem implicar um aumento significativo nos custos.

  • Por quê? Pára testar, ajustar e melhorar -Usando metodologias ágeis e enxutas - para obter resultados desde o primeiro dia e demonstrar sua utilidade com argumentos.
  • Como? Comece com algumas unidades de negócios constantemente medindo o progresso, melhorando o modelo e dimensionando-o sem custo, além de usar métricas centralizadas que nos permitem tomar decisões rapidamente.

Portanto, para perceber a transformação que a nossa rede precisa, temos que abordar um plano de rota com base na experiência do cliente, que nos permite visualizar a unidade de negócios desejada e marcar o caminho de onde estamos hoje, para avançar, passo a passo, obtenção de resultados e melhoria contínua desde o primeiro dia.

Assim, não há dúvida de que, se aplicarmos essas melhorias concretas - impactando no cliente desde o primeiro dia -, vamos conseguir a transformação que nossa rede precisa, orientando a cultura de nossas organizações onde o setor está indo e Tornando o futuro da nossa empresa uma realidade.